Maré



Descripție:

MARÉ - (TIDE) (Letra: Leonardo Garcia) Faça o favor de esquecer O dissabor de tantos beijos sem paixão. Tantos excessos excederam o desprazer Dos destemperos insalubres dos teus nãos. Mas é que tudo convergia Aos desconfortos de perder. Já que você não quer mudar. Então eu não quero entender. Talvez a minha desventura foi querer Satisfazer sua insanidade anormal. A despeito de ciúmes doentios Que esculpiam em minha mente todo mal. Coube ao tempo apagar Os sentimentos que eu te dei. E se tudo tem algum lugar, Eu já não sei. Já que o destino foi maior, do que eu. Pede pro tempo. Já que os ventos são contrários a nossa direção. Os seus prantos são fervor de um triste coração. Te deixo a dor das cicatrizes, Pois o que foi já não é. Ninguém mandou você remar pro lado oposto da maré. (Lyrics: Leonardo Garcia) Please forget. The disgust of so many kisses without passion So many excesses have exceeded displeasure Of the unhealthy distempers of yours. But it was that everything converged To the discomforts of losing Since you do not want to change So I do not want to understand Maybe my misadventure was to want To satisfy your abnormal insanity. In spite of sickly jealousies That carved in my mind all evil. It was for the time to vanish The feelings I gave to you And if everything has a place I do not know. Since the destiny was greater, than myself Ask to the time Since the winds are opposite to our direction. Your weeping is fervor of a sad heart. I leave you the pain of the scars, For what has been, it is no longer. Nobody told you to row to the opposite side of the tide.

Detalii:

Uploadat de: Erizan Batista
Duratie: 3:48
Vizuălizari: 907
Like-uri: 251
Gen: alternative
Descărcare: Not available

Comentarii:

Nici un comentariu, fi primul! :) !